Monthly Archive Março 2018

Frutíferas têm destaque no Espaço da Emater

A parcela da Fruticultura no Espaço Casa da Emater na Expoagro Afubra abordou quatro questões fundamentais para a cadeia produtiva, com a demonstração de pomar de plantas tropicais (maracujá e banana), frutas de clima temperado (figo e citrus), manejo de solo e plantas recuperadoras, além do consórcio agroflorestal.

Fonte: http://anater.org/ler_noticia.jsp?c=Ly8xMzgvLw==

A ASTN abre cadastramento para produtor da Agricultura Familiar que tem interesse de atuar com a produção orgânica dirigida ao cultivo de Maracujá.

A ASTN (Associação Processadora de Sucos Tropicais) através do seu SITE www.astn.org.br abre cadastramento para produtor da Agricultura Familiar que tem interesse de atuar com a produção orgânica dirigida ao cultivo de Maracujá.

Mais Informações utilizar o E-mail: etelio@astn.org.br 

São polos frutícolas:

Caju= RGN Ceará e Piauí

Goiaba= Perimetro Irrigados CODEVASF e DNOCS

Manga= Zona da mata Mineira

Acerola= Piauí e Ceará

Citrus= Sergipe, Bahia e São Paulo

Uva= Rio Grande do Sul

Porque um plano nacional de desenvolvimento da fruticultura

Para ampliar o consumo de frutas no mercado doméstico e explorar novos mercado internacionais, consolidando os já conquistados, é fundamental que o volume de produção de frutas seja regular e de qualidade diferenciada, com garantias fitossanitárias e preços competitivos.

Estima-se que um Plano Nacional Desenvolvimento da Fruticultura (PNDF) assuma o papel  agregador das múltiplas forças e atores envolvidos com os diferentes segmentos da cadeia de frutas frescas e processadas, propondo ações de curto,  médio e longo prazos para superação dos entraves que comprometem a competitividade do setor, e definindo estratégias de parceira público-privada em estreia conexão com as demandas de mercado.